10 deputados eleitos que defendem abertamente a cannabis

10 deputados eleitos que defendem abertamente a cannabis

Sobre as colunas

As colunas publicadas na Cannalize não traduzem necessariamente a opinião do portal. A publicação tem o propósito de estimular o debate sobre cannabis no Brasil e no mundo e de refletir sobre diversos pontos de vista sobre o tema.​

Confira quem são os deputados federais e estaduais que não tiveram medo de perder votos por defender a cannabis

Embora de forma sutil, a erva foi abordada nas eleições deste ano, seja como pauta principal ou falada abertamente entre os políticos. 

Nas vésperas das eleições, houve até a criação da Bancada da Cannabis, criada para emplacar projeto de lei sobre o assunto. 

Alguns candidatos à Câmara dos deputados ainda viralizaram com jingles e até vestiram fantasias características

Contudo, nem todo mundo com a pauta se elegeu. Por isso, selecionamos alguns nomes que conseguiram o cargo de deputado federal ou estadual pelos próximos quatro anos. 

Paulo Teixeira

Reeleito a deputado federal pelo PT em São Paulo, o político foi o presidente da Comissão Especial sobre Cannabis na Câmara dos Deputados, que aprovou o Projeto de Lei 399/15   sobre o cultivo e a comercialização da cannabis no país.

A proposta está parada, mas o candidato já sinalizou a sua participação na Bancada da Cannabis e não vai desistir da erva tão cedo.

Carlos Minc

Também reeleito, mas pelo PSB no Rio de Janeiro, Carlos Minc foi um dos pioneiros em leis estaduais sobre a cannabis. 

Ele foi o autor do PL 174/19, que criou políticas de incentivo a pesquisas científicas sobre cannabis medicinal e também deu suporte a famílias e pacientes que precisam da planta.

 A proposta havia sido vetada pelo governador do estado, Wilson Witzel, mas o veto foi derrubado pelos deputados e o Rio de Janeiro foi um dos primeiros estados a ter uma lei sobre a cannabis. 

 Caio França

Eleito deputado estadual pelo PSB, Caio França garantiu o seu terceiro mandato na Assembleia Legislativa de São Paulo. 

O deputado criou o Projeto de Lei 1180/2019 que propõe a criação de políticas públicas para o fornecimento gratuito de produtos à base de cannabis na rede pública do estado. 

Leia também: O que os governadores, senadores e deputados podem fazer pela cannabis?

Goura

Outro membro da Bancada da Cannabis, Jorge Brand foi eleito a deputado estadual no Paraná pelo PDT.

Ele promoveu audiências públicas e fóruns sobre cannabis na Assembleia Legislativa do Paraná e é ativista da causa.

Samia Bonfim 

Reeleita pelo PSOL para atuar na Câmara dos Deputados, Samia Bonfim é abertamente defensora da pauta canábica, tanto para o uso terapêutico quanto para o uso adulto. 

Ela foi uma das deputadas que votou a favor do Projeto de Lei federal no último ano e é uma frequentadora da tradicional Marcha da Maconha. 

Alexandre Padilha

Ex-ministro dos governos Lula e Dilma, Alexandre Padilha foi eleito a deputado federal pelo estado de São Paulo. 

Defensor aberto da cannabis nas suas redes sociais, Padilha foi favorável ao PL sobre cannabis e ainda apresentou algumas emendas ao texto, como a manipulação da erva por farmácias de manipulação, por exemplo.

Alice Portugal

Eleita pela 13ª vez pela Bahia, Alice Portugal será deputada federal pelos próximos quatro anos. 

Formada em farmacêutica e bioquímica, ela também foi uma das vozes favoráveis pela proposta federal de cannabis.

Também com uma posição bastante favorável à cannabis, a deputada já apareceu em diversas entrevistas defendendo uma regulamentação sobre a planta no Brasil. 

Bacelar

Também reeleito a deputado federal pela Bahia, Bacelar foi outro defensor do Projeto de Lei do PL na Comissão Especial de Cannabis e recentemente também ingressou à Bancada da Cannabis.

Ele também foi o autor do projeto de lei 369/21 para regularizar o uso veterinário da cannabis no país. Proposta que posteriormente foi incorporada ao PL 399.

Você também pode se interessar: Anvisa quer revisar as normas de produtos à base de cannabis

Luciano Ducci

Reeleito a deputado federal pelo PSB no Paraná, Luciano Ducci foi o relator da Comissão Especial da Cannabis na Câmara dos Deputados e foi o voto decisivo para a aprovação do PL, que estava dividido entre apoiadores e contrários.

A posição de relator lhe garantiu dois votos ao invés de um, o que resultou na aprovação da proposta que já poderia ir para o Senado, mas não foi por causa de um recurso. 

Natália Bonavides

Eleita a deputada federal mais votada pelo Rio Grande do Norte, Natália Bonavides (PT), também fez parte da comissão do PL 399 e comemorou através das suas redes sociais quando a proposta foi aprovada.

Procure um Médico

Caso precise de ajuda, disponibilizamos um atendimento especializado que poderá esclarecer todas as suas dúvidas, além de auxiliar desde achar um médico prescritor até o processo de importação do produto. Clique aqui.

 

Tags:

Artigos relacionados

Relacionadas