Abrace vai pedir licença para fornecer flores de cannabis aos pacientes

Abrace vai pedir licença para fornecer flores de cannabis aos pacientes

Sobre as colunas

As colunas publicadas na Cannalize não traduzem necessariamente a opinião do portal. A publicação tem o propósito de estimular o debate sobre cannabis no Brasil e no mundo e de refletir sobre diversos pontos de vista sobre o tema.​

Apesar dos riscos à saúde, a opção fumada ou vaporizada é ideal para ter os efeitos terapêuticos mais rápidos. Contudo, a entidade só pode disponibilizar na forma oral, spray ou em pomada.

Nesta terça-feira (24), a associação canábica Abrace Esperança divulgou que fez um pedido para a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para o fornecimento da cannabis in natura aos pacientes, ou seja, a flor em vez do óleo. 

O pedido foi feito neste mês e tem como objetivo instigar uma regulamentação para o uso do extrato vegetal, que hoje vive em um limbo.

Em entrevista à Cannalize, o presidente da associação, Cassiano Gomes, diz que caso a solicitação seja negada, a entidade irá recorrer à Justiça.

Foto: Freepik

Leia também: Vape de CBD: Cinco coisas que você precisa saber

Extensão da sentença

A Abrace foi a primeira instituição no Brasil a obter na Justiça o direito de cultivo e distribuição do óleo de cannabis para os seus associados. Essa medida influenciou muitas outras entidades, além de também impactar na construção das resoluções vigentes.

Hoje, a associação atende mais de 20 mil pessoas pelo país. Contudo, a sua licença é apenas para fornecer a cannabis em forma de óleo, pomada e spray.

“A gente percebeu que a Anvisa tem autorizado a importação de flores. Por isso, o que nós queremos é uma extensão de sentença, pois não ficou determinado que poderíamos fornecer in natura”, diz Cassiano.

O presidente da associação ainda acrescenta que até a decisão da agência, a associação não vai dispor das flores e que o fornecimento só acontecerá mediante uma resposta positiva do órgão. 

Flores de cannabis são legais no país?

A cannabis fumada ou vaporizada é a forma mais rápida para obter os efeitos. Isso porque a substância entra diretamente nas corrente sanguínea através dos pulmões. Porém, há riscos à saúde envolvidos.

Essa forma de uso é recomendada para quem precisa de resultados imediatos, como em caso de crises de ansiedade ou dores agudas, por exemplo.

No entanto, a importação de flores vive em um limbo jurídico, onde, teoricamente, não é permitida, mas, na prática, é constantemente autorizada pela Anvisa. 

Hoje, o processo para a compra é igual a importação do óleo.

Leia mais sobre o assunto: Mesmo no limbo, pacientes fazem importação de flores de cannabis

Procure um médico

É importante ressaltar que qualquer produto feito com a cannabis precisa ser prescrito por um médico, que poderá indicar qual o melhor tratamento para a sua condição.

Caso precise de ajuda, disponibilizamos um atendimento especializado que poderá esclarecer todas as suas dúvidas, além de auxiliar desde a prescrição até a importação do produto. Clique aqui.

Tags:

Artigos relacionados

Relacionadas