Cogumelos reduzem consumo do álcool em 83%

Cogumelos reduzem consumo do álcool em 83%

Sobre as colunas

As colunas publicadas na Cannalize não traduzem necessariamente a opinião do portal. A publicação tem o propósito de estimular o debate sobre cannabis no Brasil e no mundo e de refletir sobre diversos pontos de vista sobre o tema.​

A pesquisa ainda mostrou que metade dos voluntários alcóolatras ainda conseguiram eliminar a bebida definitivamente.

Já tentou parar de beber mas não conseguiu nem com reza brava? Parece que os psicodélicos podem dar uma mãozinha. Pelo menos de acordo com um estudo publicado recentemente na revista científica Jama Psychiatry.

A pesquisa mostrou que a ingestão de psilocibina, composto extraído de alguns tipos de cogumelos, reduziu em 83% o consumo de álcool em 93 voluntários que participaram do estudo.  

De acordo com os resultados do estudo duplo-cego (quando nem o pesquisador sabe se está ingerindo o tratamento ou placebo), depois de 12 semanas, metade do grupo que usou a substância (48%) ainda parou de beber definitivamente.

Uma alternativa ao problema enfrentado por todo o país. De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), o alcoolismo afeta quatro milhões de pessoas no Brasil e milhares de mortes todos os anos. Só em 2020, o número foi superior a sete mil. 

Benefícios da psilocibina

Não é de hoje que a substância está na mira dos pesquisadores. Alguns estudos têm mostrado que o composto pode ser de grande ajuda em problemas como Alzheimer, câncer de mama e saúde mental

De acordo com outra pesquisa recente, a psilocibina foi levantada como uma opção até para a solidão dos astronautas.

No Brasil, não há nenhuma lei que regulamente ou proíba a substância. Por outro lado, a venda, posse e cultivo para a venda é proibido no Brasil.  

Procure um médico

Caso precise de ajuda, disponibilizamos um atendimento especializado que poderá esclarecer todas as suas dúvidas, além de auxiliar desde a achar um médico prescritor até o processo de importação do produto. Clique aqui.

 

Tags:

Artigos relacionados

Relacionadas