Fim do consumo de maconha nas ruas de Amsterdã

Fim do consumo de maconha nas ruas de Amsterdã

Sobre as colunas

As colunas publicadas na Cannalize não traduzem necessariamente a opinião do portal. A publicação tem o propósito de estimular o debate sobre cannabis no Brasil e no mundo e de refletir sobre diversos pontos de vista sobre o tema.​

A medida faz parte de uma série de transformações para mudar a visão do país, conhecido como um destino para drogas e sexo. Principalmente Amsterdã

Fim do consumo de maconha nas ruas de Amsterdã
Foto: Freepik

Desde 1975, quando a Holanda regulamentou o consumo de maconha, o país virou referência no mundo e um dos destinos mais procurados para apreciar a erva. Contudo, parece que as coisas estão mudando. 

A partir do dia 15 será proibido o fumo de maconha na região de Wallen, em Amsterdã. A medida havia sido proposta em fevereiro e aprovada na semana passada. A multa pode chegar a 100 euros (cerca de R$530). 

A decisão é uma forma de diminuir a “atmosfera sombria do bairro”, que é conhecido pelos coffee shops e casas de prostituição que invadem as ruas principalmente à noite. Apesar de gerar de 10% a 15% do turismo do país, a agitação noturna tem incomodado os moradores.

Caso a nova lei não mostre os efeitos desejados, o prefeito ainda poderá incluir normas adicionais, como impedir a venda de maconha em mesas nas áreas externas nos dispensários e nos cafés.

A medida faz parte de uma série de mudanças na Holanda para alterar a visão do país, conhecido pelos turistas como um destino para drogas e sexo.

Mercado de Cannabis

O mercado de produtos à base de cannabis é muito promissor, mesmo no Brasil. A Dr. Cannabis oferece um curso introdutório de 40 minutos para quem quer ter mais informações sobre esse setor e suas oportunidades. Custa menos de R$100. Inscreva-se aqui

Tags:

Artigos relacionados

Relacionadas