As freiras mexicanas que cultivam cannabis

As freiras mexicanas que cultivam cannabis

Sobre as colunas

As colunas publicadas na Cannalize não traduzem necessariamente a opinião do portal. A publicação tem o propósito de estimular o debate sobre cannabis no Brasil e no mundo e de refletir sobre diversos pontos de vista sobre o tema.​

Cultivada e produzida em um lugar secreto, a cannabis é uma forma de combate contra o narcotráfico no México

As freiras mexicanas que cultivam cannabis
Foto: Reprodução

No México, um grupo de cinco “freiras” tem dado o que falar ao cultivar, utilizar e até vender produtos de cannabis. O objetivo delas é “espalhar o poder da cura da cannabis” e incentivar a legalização do consumo da planta no país.

Assim como as “Irmãs do Vale”, grupo de “freiras” criado em 2014 nos Estados Unidos, as mulheres não têm nenhuma ligação religiosa. Os trajes são apenas uma forma de chamar atenção do público para a causa, além de quebrar o estigma de que a planta é contra os ideais da igreja católica.

As ativistas cultivam e produzem os produtos em um local escondido para evitar a ameaça de narcotraficantes e autoridades locais. Segundo o grupo de freiras, um dos maiores objetivos é reduzir a violência que a guerra às drogas trouxe ao país, combatendo o narcotráfico.

Com a venda dos produtos, elas faturam cerca de US$10 mil (cerca de R$48 mil) por ano. Por outro lado, o lucro não é um objetivo. As irmãs se inspiram em um movimento espiritual medieval denominado Beguines.

Composto por mulheres solteiras, as Beguines se dedicavam à espiritualidade, escolaridade e caridade, mas sem fazer votos religiosos como as freiras da igreja católica. 

Conte com a gente 

Caso precise de ajuda, disponibilizamos um atendimento especializado que poderá esclarecer todas as suas dúvidas, além de auxiliar desde achar um prescritor até o processo de importação do produto.

Só na Cannalize você poderá fazer uma triagem gratuitamente através da nossa parceira Cannect Clique aqui.

Tags:

Artigos relacionados

Relacionadas