Projeto brasileiro pode colocar a cannabis nas universidades de veterinária

Projeto brasileiro pode colocar a cannabis nas universidades de veterinária

Sobre as colunas

As colunas publicadas na Cannalize não traduzem necessariamente a opinião do portal. A publicação tem o propósito de estimular o debate sobre cannabis no Brasil e no mundo e de refletir sobre diversos pontos de vista sobre o tema.​

Criada por especialistas, a ação pretende disseminar um conteúdo que está em falta em muitas instituições de ensino: o conhecimento sobre os tratamentos canábicos. 

Apesar de ser cada vez mais utilizada como tratamento para várias complicações, muitas pessoas, inclusive profissionais da saúde, desconhecem os benefícios que a cannabis pode promover à saúde, inclusive dos animais. 

Para mudar esse cenário, o projeto brasileiro “Cannabis nas Universidades” quer levar o conhecimento sobre a erva para as instituições de ensino do país, com o foco nas faculdades de veterinária. 

O intuito é atingir um público que está no começo da sua trajetória profissional, justamente para conseguir formar profissionais já habituados com essa forma de tratamento. 

Sem fins lucrativos, a ideia é disponibilizar quatro horas de palestras, seja no formato on-line ou presencial, que serão comandadas por professores especializados. 

O grupo, idealizado pelos médicos veterinários Gabriel Cabrerizo, Fabiana Augusto Pereira e Kátia Ferraro, conta atualmente com 17 profissionais da saúde. 

Confira: Curso EAD sobre cannabis é o mais procurado na área de saúde da USP

Aceitação do público

Para colocar a proposta em prática é necessário que haja interesse por parte das pessoas envolvidas, sobretudo dos estudantes. A boa notícia é que o índice de aceitação é alto em todos os lados. 

“O tema é de grande interesse dos graduandos, o que desperta a vontade também dos coordenadores dos cursos de medicina veterinária”, afirma Fabiana, em entrevista para ao Cannalize

Ainda que tenha bastante aceitação, os organizadores estão cientes de que o preconceito é uma barreira que tem que ser superada. Segundo eles, a desinformação “será dissipada através do conhecimento”. 

Veja também: EUA: candidatos buscam universidades em estados em que a maconha é legalizada

Tendência nas universidades 

universidades

 

Matérias sobre a cannabis já são realidade em algumas instituições de ensino brasileiras.

Na área, o pioneiro foi o professor Erik Amazonas, que criou a aula de “Endocanabinologiana UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina).

A ideia deve ser implementada na faculdade Anclivepa no primeiro semestre de 2023, como parte do conjunto de matérias voltadas às terapias avançadas. 

Com o objetivo de seguir esses passos, o projeto “Cannabis nas Universidades” já tem eventos agendados com a própria Anclivepa e a Universidade de Marília, além de estar em negociação com outras redes. 

Procure um médico 

Muitos não sabem, mas os tratamentos com a cannabis são sim permitidos no Brasil, seja para o seu animal de estimação ou para você.

Para conseguir isso, é importante se consultar com um médico prescritor, que poderá indicar qual o melhor tratamento para a sua condição.

Caso precise de ajuda, disponibilizamos um atendimento especializado que poderá esclarecer todas as suas dúvidas, além de te auxiliar desde a prescrição até a importação do produto. Clique aqui!

Tags:

Artigos relacionados

Relacionadas