Tramal: o que é e para que serve?

Tramal: o que é e para que serve?

Sobre as colunas

As colunas publicadas na Cannalize não traduzem necessariamente a opinião do portal. A publicação tem o propósito de estimular o debate sobre cannabis no Brasil e no mundo e de refletir sobre diversos pontos de vista sobre o tema.​

O remédio é indicado para o alívio de dores leves e graves, especialmente em casos de dor nas costas, nevralgia ou osteoartrite

Tramal: o que é e para que serve?
Tramal: o que é e para que serve?

O tramal foi criado na década de 1960 por uma empresa alemã especializada no tratamento da dor. É um remédio que tem em sua composição o tramadol é um medicamento que trabalha no sistema nervoso central e que é indicado para o alívio de dores leves e graves.

Por isso, pode ser receitado para casos de dores nas costas, nevralgia ou osteoartrite.

O tramadol pertence à classe dos opioides. É possível encontrar medicamentos em gotas, comprimidos em caixas de 50mg e 100mg, cápsulas e injeção. Ele pode ser comprado em farmácias com a apresentação de receita médica.

Até hoje ele é usado como analgésico, especialmente após algum trauma ou cirurgia.

Tramal para que serve?

Há mais de 40 anos é considerado seguro e eficaz. No entanto, é importante que seja feito o uso racional desse remédio, utilizá-lo de forma apropriada, na dose certa e por tempo adequado.

Como já foi dito, o tramal pode ser prescrito com o objetivo de aliviar a dor moderada a grave. Em casos de refratários deverá ser utilizado de forma limitada.

Abaixo estão alguns exemplos de situações nos quais esse fármaco pode ser indicado: 

  • Dor pós-operatória (associados ou não com analgésicos não opioides); 
  • Dor crônica (lombar, artrite reumatoide, osteoartrite, fibromialgia etc.);
  • Dor oncológica;
  • Dor neuropática; 
  • Traumas;
  • Infarto.

De acordo com a literatura médica este medicamento pode também ser usado no tratamento da ejaculação precoce e da síndrome das pernas inquietas.

Leia mais: Ciprofloxacino: para que serve?

Como usar o tramal corretamente?

O seu uso depende da forma farmacêutica que tiver sido indicada pelo médico:

1. Cápsulas e comprimidos

Os comprimidos variam de acordo com o tempo de liberação do medicamento, que pode ser imediata ou prolongada. 

Em casos de comprimidos de liberação prolongada, é recomendado tomar o medicamento a cada 12 ou 24 horas, de acordo com a orientação do médico.

Independente do caso, nunca se deve ultrapassar o limite máximo de 400 mg por dia.

2. Solução oral

Deve ser determinada pelo médico e a dose recomendada deve ser a menor possível para produzir analgesia. 

A dose máxima diária também deve ser de 400 mg.

3. Solução injetável

Os usos injetáveis desse remédio devem ser tomados por um profissional de saúde e a dose recomendada deve ser calculada em função do peso e da intensidade da dor.

Tramal: o que é e para que serve?
Tramal: o que é e para que serve?

O medicamento tem efeitos colaterais?

Alguns dos efeitos colaterais mais comuns que podem ocorrer durante o tratamento com Tramal, que pode causar:

  • Dor de cabeça;
  • Sonolência;
  • Vômito;
  • Prisão de ventre;
  • Boca seca;
  • Transpiração excessiva;
  • Fadiga;
  • Dependência física e psicológica.

Contraindicações 

Ele não pode ser usado por pessoas que sejam alérgicas (ou que tenham conhecidos na família que tenham tido reação semelhante) ao seu princípio ativo ou a qualquer outro componente de sua fórmula.

Vale ficar também atento na presença das seguintes condições: 

  • Álcool, outros analgésicos ou drogas recreacionais;
  • Depressão respiratória;
  • Doença renal ou hepática;
  • Uso de antidepressivo;
  • Gravidez;
  • Idade inferior a 12 anos;
  • Idade inferior a 18 (que tenham feito cirurgia de adenoide e amígdalas);
  • Uso de benzodiazepínico.

Cannabis como anti-inflamatório

Cannabis como anti-inflamatório

O uso em excesso dos anti-inflamatórios pode trazer consequências, principalmente porque anti-inflamatórios como ibuprofeno, diclofenaco e nimesulida não precisam de receita médica.

Uma facilidade que pode ser perigosa. Anti-inflamatórios, do tipo AINES, são facilmente encontrados nas drogarias e estão até na lista de Medicamentos Isentos de Prescrição (MIP).

O comprometimento das prostaglandinas pode provocar uma série de complicações relacionadas às áreas mencionadas acima, como gastrite, úlcera e problemas do coração.

Este tipo de anti-inflamatório pode ainda aumentar o risco de hemorragias, em pessoas tratadas com anticoagulantes ou pacientes com dengue.

Por outro lado, diversos estudos já mostraram o potencial do seu efeito anti-inflamatório, sobretudo do canabidiol (CBD), substância da planta que não produz efeitos alucinógenos.

A Universidade de São Paulo (USP), por exemplo, já mostrou que o CBD tem efeitos anti-inflamatórios para doenças pulmonares e é 100% seguro para humanos.

Em países onde a cannabis é mais acessível, como nos Estados Unidos, atletas já trocaram o Ibuprofeno pelo canabidiol para tratar dores musculares.

Conte com a gente

Caso precise de ajuda, disponibilizamos um atendimento especializado que poderá esclarecer todas as suas dúvidas, além de auxiliar desde achar um prescritor até o processo de compra do produto.

Só na Cannalize você pode tirar suas dúvidas gratuitamente sobre tratamentos com cannabis através da nossa parceira Cannect Clique aqui.

Tags:

Artigos relacionados

Relacionadas